Retratos Sociológicos: Avaliação Do Professor Sobre Suas Práticas Profissionais A Partir Das Suas Trajetórias Formativas

Angely Maíra Biffi de Holanda, Antônio Saú Rodriguez, Gerson Filho

Resumo


O objetivo deste artigo é discutir a construção da identidade do professor em sala de aula na Educação Superior. Para atingir tal propósito foram relatadas, por meio de construção de autorretrato, as experiências dos sujeitos dessa pesquisa na condição de alunos e de professores e mostrar que tais experiências positivas e negativas configuraram o caminho profissional possível para cada um na atualidade. Nos relatos, os sujeitos declaram que, das experiências positivas com educadores de qualidade, extraíram os bons exemplos e dos professores que não os inspiraram, e que ao contrário, notaram atitudes não desejadas, também serviram de exemplo, como algo a não se fazer; tudo se dá como um efeito espelho para não repetir os mesmos erros que observados nas trajetórias não representaram estímulo ao crescimento. A ideia de abordar esse tema se tornou essencial para analisar a construção da identidade do professor que é cada vez mais complexa. As análises referenciadas nos estudos de Lahire discutem as disposições dos sujeitos nos processos de socialização. A partir da análise sobre posturas e trabalho pedagógico é possível dizer que as práticas discutidas, a partir dessas duas perspectivas, revelam alguns indicadores que apontam impressões que os sujeitos trazem para sua prática, enquanto outras serviram para apontar justamente àquilo que os professores não querem para sua prática pedagógica.

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.