Impacto Das Trajetórias De Socialização Na Identidade Profissional

Mariangela Gaspari, Marisa Gianetti, Lucileila do Rosário Queiroz

Resumo


A partir de estudos desenvolvidos por Claude Dubar que afirma em suas abordagens que a formação da identidade profissional do indivíduo é fortemente influenciada pelas socializações primária e secundária, por meio dos processos biográfico e relacional, o presente artigo teve por objetivos verificar o quanto as experiências precedentes influenciaram na formação e desempenho profissional dos sujeitos analisados e demonstrar se as teorias que tratam dos processos de socialização e construção da identidade podem ser observáveis na prática. Para tanto, desenvolveu-se estudos preliminares na busca da coerência para a fundamentação teórica e uma coleta de dados empíricos com aplicação de questionário semiestruturado e embasado no referencial teórico. Os dados obtidos permitiram responder à indagação: "Em que medida a atuação profissional é influenciada pelas experiências acumuladas?" Os resultados, a partir de uma perspectiva possível remetem à confirmação da hipótese de que o desempenho profissional dos professores analisados em contextos situacionais depende sobremaneira das experiências individuais, construídas no ambiente familiar e pela interação dos grupos sociais com os quais a pessoa se relaciona continuamente durante a vida. Por fim, pode-se deixar como contribuição a ideia de que o exercício de uma reflexão sobre experiências vividas e suas intervenções na prática profissional pode ser um passo em direção a uma transformação e ao reconhecimento do próprio sujeito e de sua identidade profissional.

 


Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.