Autorretrato: A Avaliação Da Prática Profissional A Partir Das Trajetórias Formativas

Alessio Adrian Chiuratto, Carlos Renato Carneo, Nilton Moreira

Resumo


Atualmente, vivemos sob a intensidade de informações, obrigações, e responsabilidades que traz consigo algumas adversidades no processo formativo do sujeito, especificamente do professor. Diante do cotidiano, o professor muitas vezes se entrega a práticas profissionais adquiridas ao longo de sua trajetória acadêmica e por meio de experiências construídas com os pares no cotidiano de trabalho. A viabilidade de um projeto de desconstrução de si mesmo por meio de um processo metodológico de revisão de disposições se torna, então, pertinente ao desenvolvimento deste trabalho. A pesquisa aqui apresentada levanta dados a partir de questionários construídos e direcionados para recuperar aspectos ligados à vida escolar com linha temporal definida de acordo com os objetivos propostos para a discussão que é a de avaliar as práticas a partir das trajetórias formativas. As informações coletadas apontam um processo reflexivo que aborda fatos e experiências, que se traduzem em disposições, e cruza esses dados com as práticas pedagógicas exercidas na instituição educativa. Os resultados são quase que imediatos, pois, conforme o sujeito se depara com as questões envolvidas e para as quais deve emitir uma resposta deixa ver um alcance que ressalta a real importância do processo como esclarecimento e novo olhar sobre suas experiências. É perceptível que o resultado da pesquisa aguçou a percepção de que o sujeito necessita de um processo de reflexão, que se inicia a partir da recuperação de suas memórias para compreensão de elementos presentes em sua identidade profissional. Suas representações mantém um fio condutor com a trajetória passada, ao mesmo tempo em que reconhecem a necessidade de continuar aprendendo, em face de um entendimento de que a prática precisa se (re)organizar continuamente. 


Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.